Manutenção Preventiva

Manutenção preventiva da sua viatura, quando e como?

Manutenção preventiva

A manutenção do carro, de qualquer carro, novo ou usado é um dos aspetos mais importantes na vida de condutores e proprietários. É também uma obrigação, na medida em que andar na estrada implica ser-se responsável pela vida dos outros e pela propriedade alheia.

Sabe-se que a esmagadora maioria dos acidentes se deve, além do mau estado das estradas, ao mau estado dos veículos. Mau estado esse que, muitas vezes, pode ser evitado com uma boa manutenção, realizada regularmente numa oficina de confiança, como a Euromaster.

Continue a ler e saiba o que pode e deve fazer para manter o seu carro “feliz” e seguro, evitando assim aborrecimentos e reparações avultadas no futuro.

O primeiro passo

Se comprou um carro novo ou se é um recém-condutor, é normal não saber quais os serviços de manutenção a realizar, nem quando. Se é o seu caso, comece por consultar o livro do carro, nomeadamente as especificações do fabricante. Familiarize-se com as características técnicas e todas as funcionalidades da máquina. E finalmente, com as instruções de manutenção e revisão recomendadas e obrigatórias.

Se não tiver o livro do carro consigo, pode sempre recorrer à internet ou pedir aconselhamento numa oficina Euromaster perto de si. Entretanto, ficam aqui alguns serviços mecânicos preventivos a que qualquer carro deve ser submetido.

Mudar o filtro de ar

Uma tarefa simples e económica, mas muito importante, trocar o filtro de ar e do motor da sua viatura. Como este se encontra geralmente num lugar pouco acessível, a sua observação é difícil. Assim, para saber se deve ser mudado, guie-se pela quilometragem indicada no livro. Se conseguir ver que está sujo, então já sabe que está na hora de fazer uma visita rápida à oficina. Mais uma vez lembre-se que tudo depende si. Se conduzir muito, isto é, se fizer um trajeto diário e longo para o trabalho ou passar muito tempo no “para arranca da cidade”, o filtro suja-se e desgasta-se mais depressa do que diz no livro.

Mudar o óleo

Mudar o óleo é uma das tarefas auto mais básicas, porém mais importantes. Deve ser feita regularmente, mas atenção! Há uma série de mitos que afirmam que o óleo deve ser mudado a cada X quilómetros, mas a menos que o livro diga explicitamente que, “Deve mudar o óleo a cada X quilómetros”. Ainda assim, cautela. Porque, em termos práticos, varia de carro para carro e do óleo. Por exemplo, cada carro tem as correias, os filtros, as peças no geral, num determinado estado, além de um piso, trajeto e ambiente particular, por isso, cada caso é um caso.

Repor a pressão dos pneus

Os pneus são componentes auto com um grau de desgaste extremamente elevado. O contacto constante com o piso, o atrito, a pressão, e os sistemas mecânicos essenciais não lhes dá um minuto de descanso. Por isso, precisam da sua atenção. É normal que com a correria do dia-a-dia a saúde do seu carro fique para segundo plano. Mas ignorar a pressão dos pneus traz consequências mais ou menos graves. Afinal, quando ela é incorreta, afeta não só a capacidade de travagem, mas também a sua estabilidade e eficiência dos consumos. Quando está muito alta, o pneu tem menos aderência à estrada e, consequentemente, menos tração. Quando está muito baixa, a superfície do pneu faz mais fricção, o que, por sua vez, provoca aquecimento e desgaste mais rápido.

Se o seu tempo escassear, opte por fazer uma revisão geral. Ficará a saber o estado global do carro e poderá agir preventivamente, se necessário.

Mudar os pneus

Por muito estimados que sejam, mudar os pneus é um serviço mecânico inevitável. Após uma certa rodagem, têm de ser trocados. Seja porque a profundidade dos relevos fica abaixo dos níveis mínimos legais, seja porque rebentam, por exemplo, por causa de um buraco ou pressão inadequada. As causas podem ser muitas.

Em suma, é uma tarefa relativamente simples e rápida com as ferramentas apropriadas, e implica diversas verificações que apenas uma oficina especializada pode fazer, como alinhar a direção.